quarta-feira, 4 de maio de 2022

Com direito a homenagem a Senna, Turismo Nacional inicia temporada 2022 em Cascavel em outro patamar

Muito se leu e muito se ouviu nos bastidores sobre o Turismo Nacional nos últimos anos. "Ah, já era", "acabou", "tem prazo de validade", sem falar das comparações com outras categorias, mas o fato é que a cada temporada a categoria demonstra estar mais consolidada no cenário do automobilismo brasileiro.

Nem mesmo a forte chuva que caiu sobre o oeste paranaense esse fim de semana impediu o Turismo Nacional de proporcionar um verdadeiro espetáculo aos fãs da categoria que acompanharam as corridas em Cascavel. Desde o passeio no centro da cidade para divulgação, passando pelo media day com "camera-car", homenagem e lembrança aos 28 anos da partida do ídolo maior do nosso automobilismo, Ayrton Senna, e as corridas extremamente disputadas com quase 50 carros inscritos foram a prova de que o Turismo Nacional está alcançando outro patamar.

Não só por ter feito parte do staff do Turismo Nacional por três anos, mas também por ser apaixonado por esse campeonato, esse tipo de carro de corrida, espero e torço para que venham coisas ainda maiores e melhores para o Turismo Nacional. A próxima etapa será em Goiânia nos dias 11 e 12 de junho e com certeza já tem muita gente ansiosa por isso.

Enfim, vamos a um breve resumo do aconteceu em cada categoria:

SUPER: Se você perguntar a qualquer um quem são os favoritos ao título da Super em 2022, 99% vão apontar os pilotos Gustavo Magnabosco e Rafael Lopes como os principais candidatos. E eles estavam prontos para comprovar isso. Rafa cravou a pole position, mas queimou a largada e abriu caminho para que Magnabosco vencesse a corrida 1 no sábado e terminou em sexto. No domingo, nova vitória de Magnabosco na corrida 2 e Lopes fora da disputa por um problema de embreagem. Nesse momento uma outra máxima do Turismo fez-se valer. PONTUE o máximo que puder. Em 2021, o campeão Magnabosco marcou pontos em todas as 24 corridas do fim de semana. 

Fausto de Lucca e Rafael Barranco travaram uma verdadeira batalha até a ultima curva, quando Fausto levou a melhor por apenas 0s050. Rafael Lopes foi o terceiro e Magnabosco abandonou. A corrida 4 foi marcada pelo incidente envolvendo Leandro Freitas, que liderou boa parte da prova em seu retorno ao TN, Rafael Lopes e Gustavo Magnabosco, o ultimo levando a pior e tendo de abandonar a prova. A vitória ficou com Rafael Lopes à frente Fabiano Cardoso e Fausto de Lucca.

Com uma vitória, dois terceiros e um quarto lugar, o catarinense Fausto de Lucca começa o campeonato na frente com 86 pontos seguido pelos irmãos Freitas com 81 e Rafael Lopes com 71.

ELITE: Uma das grandes novidades do Turismo Nacional foi a criação da divisão Elite afim de compor o grid junto a categoria Super e diminuir a diferença no salto dos pilotos oriundos da categoria "A". Retornando ao campeonato após duas temporadas ausente, Eduardo Pavelski anotou a pole position mas não conseguiu participar da 1ª corrida por um problema na bandeija de suspensão do seu VW Gol. Melhor para Guilherme Sirtoli que venceu a corrida 1. Pavelski se recuperou e venceu as outras três corridas do fim de semana.

Piloto da casa, Guilherme Sirtoli sai de Cascavel na liderança da nova categoria com 96 pontos. Na regularidade, o goiano William Perillo é o segundo colocado com 76 e Eduardo Pavelski o terceiro com 74.

Cat. A: A pole position em Cascavel foi do Nissan March da dupla Wylliam Cezarotto e Natan Sperafico.  Wylliam as duas corridas (1 e 3) que participou e coube a ele conduzir a homenagem à Ayrton Senna, carregando a bandeira do Brasil após a vitória como o "chefe" fazia. Cezarotto e Natan estão em primeiro na classificação do campeonato. As demais vitórias foram de Juca Lisboa, debaixo de muita chuva em sua estréia no TN e Henrique Basso.

Cezarotto e Sperafico lideram a tabela com 100 pontos contra 90 de Henrique Basso. Uma das revelações da etapa, Gabriel Ymagava, abandonou a corrida 4 e teve de se contentar com a terceira posição na tabela com 62 pontos. As duplas Juca Lisboa/Algacir Sermann e Evandro Maldonado/Roberto Bonato estão empatados em quarto com 59. 

Cat. B: O jovem piloto Mathias de Valle foi um dos grandes destaques também da 1ª etapa. Com o Citroen C3 #16, Mathias cravou a pole position e venceu as três primeiras corridas do fim de semana. Um problema mecânico o tirou da corrida 4 ainda no início da prova impedindo que o piloto cravasse os 100% de aproveitamento no fim de semana.

Lembra o que falei sobre terminar todas as corridas e somar o máximo de pontos que puder?! Pois bem, o piloto nordestino Faruk Araujo, o "Sheik do Sertão", terminou todas as corridas entre os primeiros e venceu a corrida 4. Com os resultados somou 92 pontos e vai para Goiania à frente de Mathias de Valle que somou 79 e Bruno Tanq, estreante que fez boa apresentação e tem 74 pontos.

Senior: Na categoria destinada aos pilotos com mais de 54 anos de idade, a disputa foi paranaense. Enquanto o bicampeão André Jacob enfrentou dificuldades com o seu Volkswagen Up! #38, Guto Baldo e Miguel Laste venceram duas corridas cada e estão separados por apenas cinco pontos na classificação.

Turismo Nacional - 2022 - Classificação após 1 etapa:
Super: 1º) Fausto de Lucca, 86 pontos; 2º) Wanderson/Leandro Freitas, 81; 3º) Rafael Lopes, 71; 4º) – Gustavo Magnabosco, 62; 5º) Thiago Tambasco/Fabiano Cardoso, 62. Elite: 1º) Guilherme Sirtoli, 96; 2º) Willian Perillo, 76; 3º) Eduardo Pavelski, 74; 4º) Davi Dal Pizzol, 72; 5º) Nilton Rossoni/Fabrício Lançoni, 67. Cat A: 1º) Wyllian Cezarotto/Natan Sperafico, 100 pontos; 2º) Henrique Basso, 90; 3º) Gabriel Ymagawa, 62; 4º) Juca Lisboa/Algacir Sermann, 59; 5º) Evandro Maldonado/Roberto Bonato, 59. Cat B: 1º) Faruk Araújo, 92 pontos; 2º) Mathias de Valle, 79; 3º) Bruno Tanq, 74; 4º) Dudu Moratelli/Thiago Guinzelli, 72; 5º) Ricardo Raimundo, 61. Senior: 1º) Guto Baldo, 55 pontos; 2º) Miguel Laste, 50; 3º) Beto Pontes, 46.

Fotos: Thiago Guedes/Velocidade Cascavel e Cleocinei Zonta

Foto oficial com todos pilotos do Turismo Nacional

Grid de largada para as categorias Super e Elite

Fausto de Lucca, vitória por 0s050 e liderança do campeonato na Super

Da casa, Guilherme Sirtoli começou na frente
pela categoria Elite

Wylliam Cezarotto e Natan Sperafico, lideres da categoria A

Faruk Araujo, o Sheik do Sertão, lidera a categoria B

Guto Baldo é o primeiro colocado na Senior

sábado, 30 de abril de 2022

TN: Ymagava Racing promove estreia de Gabriel Ymagava e Bruno Tanq no automobilismo nacional

 

A equipe londrinense Ymagava Racing está no Turismo Nacional desde a primeira temporada em 2017. Chefiada por Márcio “Magal” Ymagava, foram pioneiros nos carros “Classe 1” ainda com um VW Gol G5 no automobilismo paranaense e nos últimos anos obteve destaque pelos bons resultados no TN e em provas como a Cascavel de Ouro.

Nomes conhecidos como Edson Bueno e Lucas Inoue passaram pela equipe marcando seus nomes na história da equipe e do Turismo Nacional, mas 2022 é o ano de escrever um novo capítulo dessa jornada com dois novos pilotos.

O primeiro deles é Gabriel Ymagava. O sobrenome já entrega que Gabriel é filho do Magal e carrega a velocidade no DNA. São dois títulos do Metropolitano de Londrina na categoria Turismo e boas apresentações pelo campeonato Paranaense. Em seu primeiro ano disputando um torneio a nível nacional, Gabriel está inscrito na categoria “A” com o VW Gol #48.

O segundo estreante é Bruno Tanq. Londrinense também, o piloto acumula participações em provas tradicionais como as 500 Milhas de Londrina com vitória em 2010, provas de Speed Fusca e no último ano participou do Paranaense de Velocidade no Asfalto. Com apoio da World Wi-Fi e Action Call, Bruno estará no comando do VW Gol #55 pela categoria B, destinada aos pilotos novatos.

Gabriel e Bruno se juntam a Ted Barbirato que já é piloto da equipe a algumas temporadas. Campeão brasileiro em 2018 na classe 1B, Ted segue evoluindo sua pilotagem e os resultados mostram isso. Na temporada 2021 o piloto londrinense terminou na terceira posição ao final do campeonato da categoria A.

Os pilotos e a equipe Ymagava Racing já estão em Cascavel para a primeira etapa da temporada 2022 com boas expectativas de uma pista que é conhecida e onde sempre obtiveram bons resultados.

A programação para o fim de semana tem o sábado de treinos livres pela manhã e à tarde o classificatório para definição do grid de largada e a primeira corrida das quatro corridas que os pilotos enfrentarão. No domingo, duas corridas pela manhã e uma após o almoço para finalizar o cronograma. Tudo isso com transmissão ao vivo através dos canais oficiais do Turismo Nacional no YouTube e Facebook.

Turismo Nacional BR - Programação
Sábado, 30 de abril
08h00 às 12h35 – Treinos
13h30 às 14h25 – Classificatórios
15h35 – Corrida 1 (A e B)
16h25 – Corrida 1 (Super e Pro)
Domingo, 1º de maio
08h40 – Corrida 2 (A e B)
09h30 – Corrida 2 (Super e Pro)
10h45 – Corrida 3 (A e B)
11h30 – Corrida 3 (Super e Pro)
13h40 – Corrida 4 (A e B)
14h30 – Corrida 4 (Super e Pro)


Bruno Tanq, piloto do carro #55

Gabriel Ymagava #48











quinta-feira, 28 de abril de 2022

Em ação social, ingresso para o Turismo Nacional em Cascavel custará apenas 1kg de alimento

Em uma ação muito bonita organizada pela Vicar e em parceria com o PROVOPAR, os fãs do automobilismo de Cascavel e região poderão ir ao Autódromo Zilmar Beux para acompanhar a 1ª etapa do campeonato de 2022. Estima-se que em torno de 50 carros estejam na pista esse fim de semana.

Com apenas 1kg de alimento não perecível por dia de evento, o público terá acesso liberado as arquibancadas para assistir as duas corridas de sábado e as seis demais que compõe o cronograma do domingo de velocidade no oeste paranaense.

Os alimentos deverão ser entregues na portaria do autódromo e serão todos eles revertidos ao PROVOPAR (Programa do Voluntariado Paranaense) de Cascavel que atende em média de 450 pessoas em situação carente diariamente. Enfim, é gastar pouco para receber entretenimento e diversão e ainda ajudar os necessitados. Aliás, aproveito para endossar a ideia do comentarista oficial da categoria e meu amigo, Deivicris de Cristo, de que se você conseguir ajudar com mais de 1kg, faça-o também. As crianças menores de 5 anos não terão entrada permitida no autódromo. Os menores de 5 a 17 anos vão precisar de documento de identificação e estarem acompanhadas de um responsável legal. 

A programação de pista oficial tem início no sábado com os treinos livres, sessão classificatória e a primeira corrida das categorias Super, Pro, A e B. No domingo mais seis corridas. Tudo isso com transmissão ao vivo nas redes oficiais da categoria.

Turismo Nacional BR - Programação
Sábado, 30 de abril
08h00 às 12h35 – Treinos
13h30 às 14h25 – Classificatórios
15h35 – Corrida 1 (A e B)
16h25 – Corrida 1 (Super e Pro)

Domingo, 1º de maio
08h40 – Corrida 2 (A e B)
09h30 – Corrida 2 (Super e Pro)
10h45 – Corrida 3 (A e B)
11h30 – Corrida 3 (Super e Pro)
13h40 – Corrida 4 (A e B)
14h30 – Corrida 4 (Super e Pro)

quarta-feira, 27 de abril de 2022

Turismo Nacional inicia em Cascavel sua sexta temporada

O Autódromo Zilmar Beux de Cascavel, mesmo palco onde a Turismo Nacional realizou a sua primeira corrida lá em 2017, receberá os principais pilotos e equipes dos carros de tração dianteira do Brasil para o início da temporada 2022. Ao todo 13 estados estarão representados no grid do fim de semana.

De lá para cá, muita coisa mudou. O grid aumentou, os carros foram atualizados e ficaram ainda mais rápidos e a categoria atingiu um novo patamar dentro do automobilismo brasileiro. O campeonato desse ano não tem grandes alterações na parte técnica, mas sim na desportiva com a adição da categoria PRO que utilizará motores únicos disponibilizados pela organização. As principais novidades estão entre os pilotos e equipes com algumas mudanças, estreias e retornos.

Por exemplo, nós temos duplas sendo retomadas e outras sendo dissolvidas. Wanderson Freitas volta a fazer dupla com seu irmão, Leandro Freitas no VW Gol #77. Juntos eles foram bicampeões do Turismo Nacional em 2017 e 2018. Guilherme Sirtoli e Junior Niju que até o ano passado correram juntos, agora irão disputar o campeonato separados. Sirtoli vai para a Super e Niju se mantém na A, ambos pela equipe Porthack. O gaúcho Bernardo Cardoso e o paranaense Gabriel Ymagava chegam ao campeonato trazendo na bagagem a juventude com a experiência dos títulos conquistados nos regionais. Eduardo Pavelski é mais um que retorna ao grid e será companheiro de equipe na Sergio Ferrari Racing Team ao lado do atual campeão da Super, Gustavo Magnabosco. Esses são apenas alguns exemplos de quem está chegando para somar ao Turismo Nacional.

Alguns carros farão um passeio pela cidade afim de divulgar a corrida e trazer o público para o autódromo. A programação oficial para a primeira das seis etapas começa com os carros indo a pista já na sexta-feira na parte da tarde com um treino extra após o media day. O sábado será de treinos livres pela manhã e na parte da tarde o classificatório e a primeira corrida das categorias Super, PRO, A e B. No domingo, as seis corridas que fecham o cronograma.

As corridas terão transmissão ao vivo via Youtube no canal oficial do Turismo Nacional e quem for de Cascavel poderá acompanhar as provas direto do autódromo. É só levar 1 kg de alimento não perecível até a bilheteria e trocar por um ingresso.






segunda-feira, 25 de abril de 2022

Gold Turismo começou com atuação destaque dos "Rafaeis" Lopes e Possenti

Sim, eu deveria ter sido mais rápido a trazer esse post. Rápido como os quase 40 carros do grid da Gold Turismo que iniciou em Interlagos no fim de semana que passou o primeiro campeonato da sua história, como você viu em nosso último post. Trazendo de volta os carros de Marcas e Pilotos fabricados entre 1996 e 2017, pilotos de vários estados marcaram presença no templo do automobilismo.

O grid foi definido em uma sessão realizada já ao cair da noite e tendo Rafael Lopes (Ferrari Motorsport) como o mais rápido da categoria PRO e do geral, garantindo a pole position para o domingo com Fabricio Lançoni (Abreu Motors), o mais rápido da Super ao seu lado na primeira fila.

O formato de disputa das corridas é muito parecido com o modelo utilizado pela Fórmula Truck alguns anos atrás. Foram duas corridas de 40 minutos, ambas com uma intervenção do safety-car na metade do tempo. Essa intervenção marcava o fim da primeira bateria e a relargada o início da segunda bateria. Ambas valendo pontos para a classificação do campeonato. Conseguiu entender? É fácil.

A primeira bateria foi marcada por um forte acidente na Curva do Sol logo após a largada que causou a entrada do safety-car. Rafa Lopes manteve a liderança após a relargada mas foi superado algumas voltas depois por Felipe Lobo. Com um ritmo forte os dois despacharam o pelotão e trataram de monopolizar a briga pela vitória que foi decidida na ultima curva com Rafa Lopes superando Lobo por 0,2 décimos de diferença. Fabricio Lançoni venceu na Super, Carlos Auricchio na Master e Chris Pampuch foi o melhor na Light. Os carros foram reagrupados em bandeira amarela e já partiram para a segunda bateria com Lopes e Lobo monopolizando a briga pela vitória no geral e Rafa levando a melhor mais uma vez apenas 0,1 à frente do catarinense. Fabricio Lançoni, Alexandre Camargo e Cacá Schilipack disputaram a liderança no começo da bateria, mas Lançoni aos poucos abriu vantagem para vencer mais uma na Super. Rafael Possenti superou Camargo e Schilipack e terminou em segundo. Auricchio e Pampuch repetiram as vitórias na Master e Light.

Fábio "Lemans" Carvalho largou em primeiro na terceira bateria mas logo foi superado pelo esquadrão formado pelos Volkswagen Gol de Alexandre Camargo, Rafael Possenti e Fabricio Lançoni, todos pilotos da Super. Com um carro muito rápido e bem acertado, não demorou para que Rafa Lopes aparecesse na disputa com seu Ford Fiesta para assumir a liderança no geral da prova trazendo em seu encalço o catarinense Rafael Possenti, lider da Superpara vencerem a terceira bateria. Chris Pampuch venceu na Light e Toninho Espolador levou na Master. Novamente reagrupados pelo safety-car para a relargada válida pela quarta bateria, Rafa Lopes manteve a liderança nas voltas iniciais até ser atacado por Rafael Possenti na curva do Laranjinha e perder a ponta no geral. O safety car voltou a pista devido a um carro parado na entrada do S com problemas mecanicos sem que houvesse tempo hábil para relargada. Possenti venceu mais uma na Super, enquanto Rafa Lopes levou mais uma na Pro garantindo a "varrida" do fim de semana. Toninho Espolador e Chris Pampuch repetiram a dose na Master e Super, respectivamente.

Após a primeira etapa, Rafael Lopes lidera a classificação da Pro com 256 pontos, seguido por Fabio Lemans com 250 e Luc Monteiro/Marcelo Servidone com 243. Rafael Possenti começa o campeonato da Gold Turismo à frente na Super com 253 pontos, apenas 1 a mais que o sul-matogrossense Alexandre Camargo e 4 que a dupla Cacá Schilipack/Dudu Moratelli. Carlos Auricchio é o primeiro na Master com 253 com Kadu Silva (250) em segundo e Toninho Espolador (248) em terceiro. Chris Pampuch lidera a Light com 256 pontos e a vice liderança é de Davi Vianna e Vithor Colodel com 252.

A próxima etapa da Gold Turismo já tem data e local marcado para acontecer. Será novamente em Interlagos/SP nos dias 16 e 17 de julho.

Gold Turismo - Classificação após 1 etapa:

PRO: 1º) Rafa Lopes, 256 pontos; 2º) Fábio Lemans, 250; 3º) Marcelo Servidone/Luc Monteiro, 243; 4º) Felipe Lobo/Marcelo Andrade, 126; 5º) Alexandre Souza, 122. Super: 1º) Rafael Possenti, 253 pontos; 2º) Alexandre Camargo, 252; 3º) Cacá Schilipack/Dudu Moratelli, 249; 4º) Maycon Oliveira/Marcelo Oliveira, 245; 5º) Adriano Barbosa, 237. Master: 1º) Carlos Auricchio, 253 pontos; 2º) Kadu Silva, 250; 3º) Toninho Espolador, 248; 4º) Pedro Scherner, 241; 5º) Gilberto Silva, 184. Light: 1º) Chris Pampuch, 256 pontos; 2º) Davi Vianna/Vithor Colodel, 252.


Vencedor do Festival de Verão, Rafa Lopes começou na frente da PRO

Rafael Possenti é o líder da Super e venceu uma das baterias no geral

Chris Pampuch é o primeiro na Light